top of page
  • Foto do escritorLuiz Fernando Arêas

SAL E LUZ EM TEMPOS DE PANDEMIA

Bom dia.



Esse post foi escrito no contexto da pandemia.


Os cristãos deveriam ter um senso de cidadania mais apurado que os outros, pois são cidadãos do Reino, ...

Não importa o que aconteça, exerçam a sua cidadania de maneira digna do evangelho de Cristo,

(Filipenses 1.27a)


...chamados para fazer diferença, influenciando, transformando, falando de Deus e vivendo para Ele. No auge da pandemia pudemos ver jovens e adolescentes se dispondo a ajudar os idosos. E muitos nem eram cristãos.


Como o sal, discípulos podem parecer pequenos e insignificantes e sem poder numa sociedade poderosa. Ainda assim, eles têm a habilidade de influenciá-la em cada segmento e penetrá-la toda. Sal é barato. Seu valor é mínimo. Mas ele tem propriedades que excedem em muito seu valor. Assim são os cidadãos do Reino.


O sal tem o poder de preservar os alimentos, evitando que apodreçam. Além disso, ele tem outra propriedade, a de temperar, dar sabor. Vidas sem perspectivas, sem futuro, sem sabor, podem ser temperadas e ganhar sabor com o sal.


Devemos ser luz dentro de casa, na intimidade do lar e na cidade, onde todos possam nos ver. Jesus não nos chamou para sermos agentes secretos do Reino, mas para sermos vistos, para iluminar, orientar e brilhar diante dos homens a fim de que os homens vejam a nossa luz (nossas obras, nossas atitudes, nossa vida) e glorifiquem ao nosso Pai, que está nos céus.


O filme O CLUBE DO IMPERADOR tem uma cena que pode ser vista no Youtube.


O professor de História Antiga, William Hundert, pede para que um dos alunos leia uma placa que está no fundo da sala. O texto é sobre Shutruk Nahunte, um rei que teve algumas conquistas, mas nem ele nem elas não constam nos livros de História. O professor explica o porquê:

Grande ambição e conquista sem contribuição não têm significado.

Em seguida, pergunta aos alunos:

Qual será a contribuição de vocês? Como a História vai se lembrar de vocês?

Se quisermos honrar a Deus com nossas vidas, precisamos fazer bem mais e melhor do que Nahunte fez.


Como a História se lembrará de nós, cristãos, no mundo pós-pandemia?



Oração

Pai, quero fazer diferença onde o Senhor me colocou. Que as pessoas ao se aproximarem de mim percebam que tua presença na minha vida faz toda a diferença. Em nome de Jesus, amém.


A música PRA QUE SERVIMOS NÓS?, do Grupo Logos, faz uma reflexão oportuna sobre ser luz e sal.


Pensamento

E se não salgar? E se não brilhar? Pra que servimos nós? PAULO CEZAR – GRUPO LOGOS

35 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

ความคิดเห็น


bottom of page