• Luiz Fernando Arêas

CONSELHOS DO PAI PARA A VIDA

Bom dia.


Leia: Provérbios 4.20-27


O livro de Provérbios é fascinante. É uma coletânea de provérbios que retrata a cultura e a sabedoria tradicional de Israel.

Mas a sabedoria israelita difere da sabedoria de outras nações por afirmar que Deus é o ponto de partida na busca da verdadeira sabedoria. “O temor do Senhor é o princípio do saber” (Provérbios 1.7; 9.10; Salmo 111.10).


O verso 20 diz: "Meu filho, preste atenção ao que digo; ouça bem minhas palavras" Pare, preste atenção. Ouça. Absorva. Deixe esta palavra entrar em você. Quantas vezes “ouvimos”, mas não retemos nada. Lemos, mas o texto não é absorvido pelo nosso cérebro nem pelo nosso coração. Assistimos a um culto e somos incapazes de lembrar o que foi dito dois dias depois. O primeiro conselho do Pai é PARE, ESCUTE E APREENDA. Não deixe que este ensino seja uma perda de tempo. Deus está falando conosco agora. não sejamos desatentos com Ele.


O verso 21 reforça a ideia: Não as perca de vista – ou seja, leitura constante da Palavra. Com o que temos preenchido nossa mente?


Mantenha-as no fundo do coração – Para os antigos israelitas o coração é a sede dos pensamentos, das emoções, das vontades e decisões. É lá, no mais íntimo do nosso ser que devemos guardar os ensinamentos do Pai, para que nossos pensamentos, decisões, emoções e vontades sejam agradáveis ao Senhor. Pois elas dão vida a quem as encontra e saúde a todo o corpo (22). Quem procede assim tem vida e vida com qualidade (saúde) - “Eu vim para lhes dar vida, uma vida plena, que satisfaz” (João 10.10).


Acima de todas as coisas, guarde seu coração, pois ele dirige o rumo de sua vida (23). Veja a importância destas palavras. Que versículo precioso! O zelo pelo coração não pode ser desprezado, sob pena de fracassarmos e sucumbirmos às tentações. “Vigiem e orem para que não cedam à tentação, pois o espírito está disposto, mas a carne é fraca.” (Mateus 26.41)


Evite toda conversa maldosa; afaste-se das palavras perversas (24). O que falamos pode nos contaminar, fazer-nos pecar e nos apartar dos caminhos do Pai. Jesus nos adverte acerca do que o que falamos pode causar em nós mesmos:

"18 mas as palavras vêm do coração, e é isso que os contamina. 19 Pois do coração vêm maus pensamentos, homicídio, adultério, imoralidade sexual, roubo, mentiras e calúnias. 20 São essas coisas que os contaminam. Comer sem lavar as mãos não os contaminará.” (Mateus 15.18-20). "Pois a boca fala do que o coração está cheio". (Mateus 12.34)

E se a boca fala do que o coração está cheio, nós o temos preenchido com o quê?


Por isso o verso 25 no exorta: Olhe sempre para frente; Os olhos são a porta do coração.


“Fiz uma aliança com meus olhos de não olhar com cobiça para nenhuma jovem” (Jó 31.1). "22 Seus olhos são como uma lâmpada que ilumina todo o corpo. Quando os olhos são bons, todo o corpo se enche de luz. 23 Mas, quando os olhos são maus, o corpo se enche de escuridão. E, se a luz que há em vocês é, na verdade, escuridão, como é profunda essa escuridão!" (Mateus 6.22-23)


Mantenha os olhos fixos no que está diante de você. Não desviar nem para a esquerda nem para a direita. Não tire os olhos do Senhor. Você se lembra de Pedro andando sobre as águas?


26 Estabeleça um caminho reto para seus pés; permaneça na estrada segura. 27 Não se desvie nem para a direita nem para a esquerda; não permita que seus pés sigam o mal. Veja onde você anda, como anda, com quem anda, em que projetos está tomando parte.


Eis o resultado de acolhermos e praticarmos os conselhos do Pai e andarmos nos seus caminhos:

“O caminho dos justos é como a primeira luz do amanhecer, que brilha cada vez mais até o dia pleno clarear.” (Provérbios 4.18)
“Da mesma forma, suas boas obras devem brilhar, para que todos as vejam e louvem seu Pai, que está no céu.” (Mateus 5.16)

Textos absolutamente práticos.

26 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo