• Luiz Fernando Arêas

VITORIOSO SOBRE A MORTE

Bom dia. Leia Isaías 52.13-15 O trecho de Isaías 52.13 a 53.12 é, de longe, o trecho do Antigo Testamento mais citado no Novo Testamento. Só este fato já nos mostra a importância de conhecer e compreender essa passagem. Ele é chamado de "o quarto cântico do Servo Sofredor", pois há outros três.

13 Vejam, meu servo terá êxito; será muito exaltado. 14 Muitos, porém, ficaram espantados quando o viram: seu rosto estava tão desfigurado que mal parecia humano; por seu aspecto, quase não era possível reconhecê-lo como homem. 15 Ele causará assombro em muitas nações; reis ficarão mudos diante dele, pois verão aquilo que ninguém lhes havia falado, entenderão aquilo que nunca tinham ouvido. (Isaías 52)

O teólogo Ralph Smith escreveu: "O quarto cântico do Servo foi chamado 'o poema mais influente de toda a literatura'. Se o cântico inteiro desaparecesse do livro de Isaías, ele poderia ser reconstruído quase totalmente com citações do Novo Testamento."


A Páscoa de 2021 foi marcada pelo sofrimento causado pela pandemia. Aliás, Páscoa é lembrar de sofrimento. Talvez, por isso, devamos atentar mais para o significado dela, da Paixão de Cristo, seu sofrimento e morte por nós.


A introdução do quarto cântico dá o tema desta profecia: vitória do Servo Sofredor, através do sofrimento, para a glória. Mas essa vitória custou caro. Não apenas a morte, mas uma morte lancinante, tormentosa. Ele sofreu a ponto de ficar desfigurado, irreconhecível como homem.


Smith prossegue: "A primeira estrofe (52.13-15) anuncia a surpreendente vitória do servo sobre o sofrimento e sobre a morte. Ele surpreenderá e causará admiração a muitas nações. Reis fecharão a boca diante dele. Ficarão atônitos, porque verão e ouvirão algo que nunca aconteceu."

Reis e nações ficarão chocados porque Ele vive, Ele morreu, ressuscitou e voltará. Zacarias, aludido nesse trecho do Apocalipse, profetizou isso 400 anos antes de Cristo:

Vejam! Ele vem com as nuvens do céu, e todos o verão, até mesmo aqueles que o transpassaram. E todas as nações da terra se lamentarão por causa dele. Sim! Amém! (Apocalipse 1.7)

Bem apropriado encerrar este post com a bela música Por isso reina (O Rei da glória), de Jorge Camargo e Guilherme Kerr Neto:

O Rei da glória, o Rei dos reis Senhor dos senhores Soberano Deus É Jesus, É Jesus, É Jesus

Desceu da glória e homem se fez Varão de dores, um servo sofredor Padeceu, sim, Jesus padeceu Sim, Cristo entregou sua vida De forma espontânea Ele a deu Ninguém poderia obrigá-lo Foi seu próprio amor que o moveu


Por isso reina acima dos céus E tem o nome capaz de nos salvar É Jesus, só Jesus, só Jesus

Virá em breve, o Rei dos reis, Vestido em glória Com todo o seu poder voltará Meu Jesus, voltará!


O mundo todo em comparação com a cruz de Cristo é uma grande impertinência.

Robert Leighton, 1611-1684

19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo