• Luiz Fernando Arêas

QUEM ENTREGOU JESUS PARA MORRER?

Bom dia.

Leia Isaías 53.9-10

9 Foi-lhe dado um túmulo com os ímpios, e com os ricos em sua morte, embora não tivesse cometido nenhuma violência nem houvesse nenhuma mentira em sua boca. 10 Contudo, foi da vontade do Senhor esmagá-lo e fazê-lo sofrer, e, embora o Senhor tenha feito da vida dele uma oferta pela culpa, ele verá sua prole e prolongará seus dias, e a vontade do Senhor prosperará em sua mão. (Isaías 53)

"Foi-lhe dado um túmulo com os ímpios, e com os ricos em sua morte". A Bíblia associa frequentemente (mas nem sempre) os ricos à iniquidade, porque muitas vezes sua riqueza foi adquirida por opressão ou desonestidade.


Os soldados que crucificaram Jesus aparentemente pretendiam enterrá-lo com os ímpios, como os dois criminosos (João 19:31). O modo de sua morte (a pior execução para o pior criminoso) indicaria que, no que dizia respeito aos que o condenavam, ele seria enterrado com criminosos executados. No entanto, ele foi sepultado com os ricos. Os quatro evangelhos contam que José de Arimateia, discípulo de Jesus (João 19.38), membro de destaque do Sinédrio, que também esperava o Reino de Deus (Marcos 15.43), dirigiu-se corajosamente a Pilatos e pediu o corpo de Jesus. Ele e Nicodemos, outro membro do sinédrio convertido a Cristo, colocaram o corpo do Senhor em um sepulcro novo, onde ninguém jamais fora colocado (João 19.41). "Embora não tivesse cometido nenhuma violência nem houvesse nenhuma mentira em sua boca". Embora morto como um infrator da lei, Cristo era inocente de todo pecado e falsidade. Pedro cita essa passagem trazendo consolo para aqueles que sofrem injustamente:

Escravos, sujeitem-se a seus senhores com todo o respeito, não apenas aos bons e amáveis, mas também aos maus. Porque é louvável que, por motivo de sua consciência para com Deus, alguém suporte aflições sofrendo injustamente. Pois, que vantagem há em suportar açoites recebidos por terem cometido o mal? Mas se vocês suportam o sofrimento por terem feito o bem, isso é louvável diante de Deus. Para isso vocês foram chamados, pois também Cristo sofreu no lugar de vocês, deixando-lhes exemplo, para que sigam os seus passos. “Ele não cometeu pecado algum, e nenhum engano foi encontrado em sua boca.” (1Pedro 2.18-22)

A Bíblia é repleta de profecias sobre a vida de Cristo, como ele nasceu, viveu, sofreu, morreu, foi sepultado, ressuscitou e voltará. Graças a Deus o sepulcro está vazio, e o cristão pode olhar com santa expectativa para o horizonte, aguardando a redenção, pois um dia, e está próximo, o Senhor Jesus voltará para buscar os que são seus. Quem entregou Jesus para morrer? John Stott, no seu livro A Cruz de Cristo, leitura proveitosa, passa um capítulo discutindo essa questão. Foi Judas? Os judeus? Pilatos? Os soldados romanos? Fomos nós?

Ele foi entregue conforme o plano preestabelecido por Deus e seu conhecimento prévio daquilo que aconteceria. Com a ajuda de gentios que desconheciam a lei, vocês o pregaram na cruz e o mataram. (Atos 2.23)

Deus o entregou. "Contudo, foi da vontade do Senhor esmagá-lo e fazê-lo sofrer". Sim, por amor a nós, pois nossos pecados se juntam aos de Judas, judeus, Pilatos e soldados romanos.

Quem entregou Jesus para morrer? Não foi Judas, por dinheiro; Não foi Pilatos, por temor; Não foram os judeus, por inveja; - Mas o Pai, por amor!

Octavius Winslow, 1818-1878



Hino QUERO ESTAR AO PÉ DA CRUZ (SIM, NA CRUZ):

Quero estar ao pé da cruz De onde rica fonte Corre franca, salutar Do Calvário monte

Sim, na cruz, sim, na cruz Sempre me glorio E enfim vou descansar Salvo, além do rio A tremer ao pé da cruz Graça eterna achou-me Matutina Estrela ali Raios seus mandou-me

Sempre a cruz, Jesus, meu Deus Queiras recordar-me De lá à sombra, Salvador Queiras abrigar-me

Junto a cruz, ardendo em fé Sem temor vigio Pois à terra santa irei Salvo, além do rio


32 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo