• Luiz Fernando Arêas

VALEU A PENA

Bom dia. Leia Isaías 53.11-12

Chegamos ao fim do capítulo do Antigo Testamento mais citado no Novo. Devemos visitar Isaías 53 vez por outra e ruminá-lo na semana santa.

11 Depois do sofrimento de sua alma, ele verá a luz e ficará satisfeito; pelo seu conhecimento meu servo justo justificará a muitos, e levará a iniquidade deles. 12 Por isso eu lhe darei uma porção entre os grandes, e ele dividirá os despojos com os fortes, porquanto ele derramou sua vida até a morte, e foi contado entre os transgressores. Pois ele levou o pecado de muitos, e pelos transgressores intercedeu. (Isaías 53)

Absolutamente sem pecado, o homem de dores (Isaías 53.3) sofreu as dores mais lancinantes em seu corpo que um ser humano poderia suportar. E não apenas no corpo, ele enfrentou na cruz a noite escura da alma (v. 11).


Contudo, seu túmulo (Isaías 53.9) não o reteria por muito tempo. A bendita ressurreição do Senhor é profetizada nos versos 10 e 11: "ele verá sua prole e prolongará seus dias, e a vontade do Senhor prosperará em sua mão... ele verá a luz e ficará satisfeito". Satisfeito por sua obra substitutiva ter sido concluída (“Está consumado”, João 19.30). Valeu a pena.


Por isso, ele pode justificar a muitos (declarar justos aqueles que creem (Romanos 1.17; 3.24), a enorme família de crentes que se tornarão justos, não por suas próprias obras, mas pela grande obra do Messias na cruz. Valeu a pena


"Pelo seu conhecimento" ele suportou o castigo para que muitas pessoas não precisassem morrer. Porque Ele morreu, aqueles que foram tornados justos, não morrerão eternamente. Valeu a pena.


O verso 12 conclui o capítulo, e quem fala é o próprio Deus: "Por isso eu lhe darei uma porção entre os grandes, e ele dividirá os despojos com os fortes". O Servo Sofredor cumpriu com perfeição o plano divino e a ressurreição é o selo de aprovação do Pai sobre a obra de Cristo. Essa "porção entre os grandes" evoca a figura dos despojos de guerra. Para ter uma porção e dividir os despojos, um general, depois de vencer uma batalha, compartilha os bens retirados do inimigo (Salmo 68.18; Efésios 4.7-8). Valeu a pena.

Na cruz, os braços abertos do Crucificado estenderam-se para sentir a dor e o sofrimento do mundo. O Filho da compaixão queria absorver a culpa, a rejeição a vergonha e o fracasso de seus irmãos e irmãs. Veio a nós não com o impacto esmagador da sua glória, mas pela via da fraqueza, da vulnerabilidade e da necessidade. Jesus era um Deus nu, humilhado, exposto na cruz, a permitir que nos aproximássemos dele.

Brennan Manning, 1934-2013

Ele é o nosso intercessor. Ele foi contado com os transgressores, isto é, foi considerado um transgressor (Mateus 27.38) e suportou o pecado deles. Agora ele intercede pelos transgressores (Romanos 8.34; Hebreus 7.25). Valeu a pena.

Se eu pudesse ouvir Cristo intercedendo por mim no quarto ao lado, não temeria um milhão de inimigos. No entanto, a distância não faz diferença: ele está intercedendo por mim!

Robert Murray M’Cheyne, 1813-1843

Obrigado, Senhor, por tantos benefícios oferecidos por tua obra perfeita na cruz.

Valeu a pena, sim.

Valeu a pena nossa pena ter sido lançada sobre Ti.

Valeu a pena venceres o sofrimento e a morte.

Teu sacrifício não foi em vão.

Temos perdão, salvação, purificação, justificação, adoção, santificação, intercessão, consolação, comunhão, acesso ao Pai, redenção, vida eterna.

Só nos resta agradecer-Te e viver para Ti à sombra da Tua cruz.

A Bíblia não é um conjunto de histórias individuais que nos ensinam como você deve viver para encontrar Deus. A Bíblia é uma história somente sobre como Deus veio a terra para encontrar você.

Timothy Keller



Hino ALVO MAIS QUE A NEVE (SEJA BENDITO O CORDEIRO)

Seja Bendito o Cordeiro Que na cruz por nós padeceu! Seja bendito o seu sangue Que por nós pecadores verteu! Eis, nesse sangue lavados Com roupas tão alvas são Os pecadores remidos Que perante Deus hoje estão Alvo mais que a neve! Alvo mais que a neve! Sim, nesse sangue lavado Mais alvo que a neve serei! Quão espinhosa coroa Que Jesus por nós suportou Oh! Quão profundas as chagas Que nos provam o quanto Ele amou Eis, nessas chagas, pureza Para o mais torpe pecador! Pois que, mais alvo que a neve O teu sangue nos torna, Senhor! Alvo mais que a neve! Alvo mais que a neve! Sim, nesse sangue lavado Mais alvo que a neve serei! Se nós a ti confessarmos E seguirmos na tua luz Tu não somente perdoas Purificas também, ó Jesus! Sim, e de todo pecado! Que maravilha desse amor! Pois que, mais alvos que a neve O Teu sangue nos torna, Senhor! Alvo mais que a neve! Alvo mais que a neve! Sim, nesse sangue lavado Mais alvo que a neve serei!

21 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo