• Luiz Fernando Arêas

VALEU A PENA

Bom dia. Leia Isaías 53.11-12

Chegamos ao fim do capítulo do Antigo Testamento mais citado no Novo. Devemos visitar Isaías 53 vez por outra e ruminá-lo na semana santa.

11 Depois do sofrimento de sua alma, ele verá a luz e ficará satisfeito; pelo seu conhecimento meu servo justo justificará a muitos, e levará a iniquidade deles. 12 Por isso eu lhe darei uma porção entre os grandes, e ele dividirá os despojos com os fortes, porquanto ele derramou sua vida até a morte, e foi contado entre os transgressores. Pois ele levou o pecado de muitos, e pelos transgressores intercedeu. (Isaías 53)

Absolutamente sem pecado, o homem de dores (Isaías 53.3) sofreu as dores mais lancinantes em seu corpo que um ser humano poderia suportar. E não apenas no corpo, ele enfrentou na cruz a noite escura da alma (v. 11).


Contudo, seu túmulo (Isaías 53.9) não o reteria por muito tempo. A bendita ressurreição do Senhor é profetizada nos versos 10 e 11: "ele verá sua prole e prolongará seus dias, e a vontade do Senhor prosperará em sua mão... ele verá a luz e ficará satisfeito". Satisfeito por sua obra substitutiva ter sido concluída (“Está consumado”, João 19.30). Valeu a pena.


Por isso, ele pode justificar a muitos (declarar justos aqueles que creem (Romanos 1.17; 3.24), a enorme família de crentes que se tornarão justos, não por suas próprias obras, mas pela grande obra do Messias na cruz. Valeu a pena


"Pelo seu conhecimento" ele suportou o castigo para que muitas pessoas não precisassem morrer. Porque Ele morreu, aqueles que foram tornados justos, não morrerão eternamente. Valeu a pena.


O verso 12 conclui o capítulo, e quem fala é o próprio Deus: "Por isso eu lhe darei uma porção entre os grandes, e ele dividirá os despojos com os fortes". O Servo Sofredor cumpriu com perfeição o plano divino e a ressurreição é o selo de aprovação do Pai sobre a obra de Cristo. Essa "porção entre os grandes" evoca a figura dos despojos de guerra. Para ter uma porção e dividir os despojos, um general, depois de vencer uma batalha, compartilha os bens retirados do inimigo (Salmo 68.18; Efésios 4.7-8). Valeu a pena.

Na cruz, os braços abertos do Crucificado estenderam-se para sentir a dor e o sofrimento do mundo. O Filho da compaixão queria absorver a culpa, a rejeição a vergonha e o fracasso de seus irmãos e irmãs. Veio a nós não com o impacto esmagador da sua glória, mas pela via da fraqueza, da vulnerabilidade e da necessidade. Jesus era um Deus nu, humilhado, exposto na cruz, a permitir que nos aproximássemos dele.

Brennan Manning, 1934-2013

Ele é o nosso intercessor. Ele foi contado com os transgressores, isto é, foi considerado um transgressor (Mateus 27.38) e suportou o pecado deles. Agora ele intercede pelos transgressores (Romanos 8.34; Hebreus 7.25). Valeu a pena.

Se eu pudesse ouvir Cristo intercedendo por mim no quarto ao lado, não temeria um milhão de inimigos. No entanto, a distância não faz diferença: ele está intercedendo por mim!

Robert Murray M’Cheyne, 1813-1843

Obrigado, Senhor, por tantos benefícios oferecidos por tua obra perfeita na cruz.

Valeu a pena, sim.

Valeu a pena nossa pena ter sido lançada sobre Ti.

Valeu a pena venceres o sofrimento e a morte.

Teu sacrifício não foi em vão.

Temos perdão, salvação, purificação, justificação, adoção.

Temos santificação, intercessão, consolação, comunhão.

Temos acesso ao Pai, redenção, descanso da alma, vida eterna.

Só nos resta agradecer-Te e viver para Ti à sombra da Tua cruz.

A Bíblia não é um conjunto de histórias individuais que nos ensinam como você deve viver para encontrar Deus. A Bíblia é uma história somente sobre como Deus veio a terra para encontrar você.

Timothy Keller



Hino ALVO MAIS QUE A NEVE (SEJA BENDITO O CORDEIRO)

Seja Bendito o Cordeiro Que na cruz por nós padeceu! Seja bendito o seu sangue Que por nós pecadores verteu! Eis, nesse sangue lavados Com roupas tão alvas são Os pecadores remidos Que perante Deus hoje estão Alvo mais que a neve! Alvo mais que a neve! Sim, nesse sangue lavado Mais alvo que a neve serei! Quão espinhosa coroa Que Jesus por nós suportou Oh! Quão profundas as chagas Que nos provam o quanto Ele amou Eis, nessas chagas, pureza Para o mais torpe pecador! Pois que, mais alvo que a neve O teu sangue nos torna, Senhor! Alvo mais que a neve! Alvo mais que a neve! Sim, nesse sangue lavado Mais alvo que a neve serei! Se nós a ti confessarmos E seguirmos na tua luz Tu não somente perdoas Purificas também, ó Jesus! Sim, e de todo pecado! Que maravilha desse amor! Pois que, mais alvos que a neve O Teu sangue nos torna, Senhor! Alvo mais que a neve! Alvo mais que a neve! Sim, nesse sangue lavado Mais alvo que a neve serei!

39 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo