• Luiz Fernando Arêas

ENCONTRO DE OLHARES, parte 1 de 2

Bom dia.


Leia Salmo 5


Essa é uma reflexão em duas partes sobre o Salmo 5. O Salmo 5 é uma oração feita pela manhã, e vem logo após o Salmo 4, uma oração noturna.

“De manhã ouves, Senhor, o meu clamor; de manhã te apresento a minha oração e aguardo com esperança.” (Salmo 5.3, NVI)

A nota de rodapé da NVI informa que outra leitura legítima do texto é trocar “oração” por “sacrifício”. Escrevendo sobre este salmo, Eugene Peterson imagina o salmista ao amanhecer, preparando o fogo e o sacrifício. A fumaça sobe. O salmista a acompanha com seu olhar, que é dirigido ao amanhecer nos céus. Seus gemidos, grito de socorro e clamor, expressões iniciais deste salmo, são direcionados ao Senhor, cujo trono lá está, nos mais altos céus. Esse encontro cheio de fé, onde o olhar do salmista encontra o olhar do seu Senhor, traduz-se num resultado maravilhoso: “e aguardo com esperança”.


O salmista faz bem ao levantar seu olhar a Deus logo pela manhã, antes que as agitações do dia tornem esse encontro mais difícil, pois a realidade dele é assolada pela injustiça, pela presença do mal, pelos arrogantes, mentirosos, assassinos e traiçoeiros (vs. 4-6).


Como é que você começa o dia?


Creio que a maioria das pessoas responderia que o dia começa corrido, que estão sempre atrasadas, que nem houve tempo para tomar café direito. Se você está numa metrópole, as distâncias são maiores, e o tempo passa mais rápido. Isso é real, mas a vida com Deus não deve ser assim. É preciso "arrumar tempo" para cultivar a maior e mais importante de todas as amizades. Durante esses meses de pandemia você tem tido mais tempo para isso?

Se você leu o salmo, deve ter percebido que Davi não busca a Deus logo de manhã porque sua vida está tranquila e sem problemas. Ele não separa um tempo para estar com Deus porque tem tempo de sobra. Ao contrário, ele está atolado em dificuldades.


Seus inimigos estão próximos. Davi fala de arrogantes e dos que praticam o mal no verso 5; de mentirosos, assassinos e traiçoeiros no verso 6; no verso 10 ele menciona que os adversários praticam muitos crimes e se rebelam contra Deus. Esse certamente não é o retrato de uma vida tranquila, mas de uma vida atribulada, de uma agenda complicada, de quem tem muitas lutas a serem travadas durante o dia e precisa fazer muitas escolhas, pois o perigo é iminente.


Veremos três razões para Davi buscar Deus logo de manhã.

1º Davi busca a Deus logo cedo para REORDENAR SUAS EMOÇÕES. Vejam o estado emocional do salmista. No verso 1, ele inicia sua conversa com Deus não falando, mas gemendo. Sua dor é tamanha que não são palavras que saem dos seus lábios, mas grunhidos.

Perceba na continuação do salmo que seu pensamento vai se clareando. Parece ser outra pessoa que fala com Deus. Primeiro o gemido, depois o grito de socorro. Agora a serenidade do verso 3 e o discernimento no restante do salmo. Houve um processo que resultou numa reordenação das emoções. Se há algo que aprendemos com os salmos é como lidar com nossas emoções, como derramá-las na presença de Deus.

Ele não espera estar bem para falar com Deus. Ele vai a Deus do jeito que está. Dependendo do caso, esse processo de reordenação das emoções é demorado, doloroso, e não poucas vezes, precisamos de ajuda.

Imagine Davi tendo que lidar com seus inimigos estando com suas emoções descontroladas. Mas ele recorre ao relacionamento da aliança, que se exprime pela repetição de “meu”, na frase "Rei meu e Deus meu". Isso dá base firme à oração, e o emprego da palavra "Rei" coloca a realeza de Davi no seu contexto certo. “O Senhor me colocou como rei de Israel, mas é o Senhor o verdadeiro Rei, o meu Rei”.

Como estão suas emoções? Elas precisam ser reordenadas?

Entreguem-lhe todas as suas ansiedades, pois ele cuida de vocês. (1Pedro 5.7 - NVT)

No texto de amanhã, a conclusão.

23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo