• Luiz Fernando Arêas

AS MARCAS DO AMOR

Bom dia.


Leia Salmo 116


Nossa vida é marcada por dificuldades e provações; pontos de partida e paradas obrigatórias; labirintos, desvios e becos sem saída. Mas também é marcada pelos livramentos de Deus; pela direção divina, quando bate o desespero; pela visitação da Graça, quando tudo diz não. Nossa vida deve ser também marcada pela gratidão, em todas as coisas, em todo o tempo (1Tessalonicenses 5.19).

O Salmo 116 é um tocante testemunho de alguém que viu a morte face a face. Na NVT (Nova Versão Transformadora) ela é mencionada quatro vezes. Embora o salmo não leve o nome do seu autor, ele tem todo o jeito de Davi, servo de Deus que viveu intensamente, amou, falhou, foi perseguido em diversas ocasiões. Vivenciou todas as estações da vida. E em todas o Senhor esteve com ele.

Ele reconhece com gratidão tudo que passou e como Deus o abençoou em todo o processo. Saiu dessas provas um homem mais maduro, lapidado por Deus. Isso me lembra estas palavras de Eugene Peterson:

O conceito de Espiritualidade é que Deus está sempre fazendo algo antes que eu perceba. Então, a tarefa não é conseguir que Deus faça algo que eu acho que deve ser feito, mas discernir o que Deus está realizando, de modo a responder à sua atuação, participando e me alegrando nela... Como pastor, o meu trabalho não é resolver os problemas das pessoas ou torná-las felizes, mas ajudá-las a ver a graça operando em suas vidas.

Somos bem esquecidos de quem nos sustenta. Por isso, Jesus nos ensinou a orar pelo sustento diariamente: “O pão nosso de cada dia”, e também nos ensinou a reconhecer a grandeza de Deus diariamente: “Porque teu é o Reino, o poder e a glória para sempre. Amém.”. O Filho também viveu esse aprendizado da dependência cotidiana do Pai:

Embora fosse Filho, aprendeu a obediência por meio de seu sofrimento. (Hebreus 5.8)

O salmista foi liberto da morte. O sofrimento e o amor de Cristo o levaram até a morte, deixando as marcas do amor impressas nos corações daqueles que o aceitaram:

Mas, a todos que creram nele e o aceitaram, ele deu o direito de se tornarem filhos de Deus. Estes não nasceram segundo a ordem natural, nem como resultado da paixão ou da vontade humana, mas nasceram de Deus. (João 1.12,13)

Diariamente Deus está trabalhando em nós. Que mudanças Deus tem produzido em sua vida, nesses tempos propícios a reavaliações de rotas?

Que o Senhor nos dê a graça de perceber o que Ele está fazendo, neste exato momento, em nossas vidas, e nos leve, mesmo que não compreendamos tudo, a louvá-lo com gratidão.

29 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo