• Luiz Fernando Arêas

RESILIÊNCIA – A ARTE DE SEGUIR EM FRENTE

Bom dia.


Leia: Isaías 40.25-31


Resiliência é a “propriedade que alguns corpos apresentam de retornar à forma original após terem sido submetidos a uma deformação elástica” (Dicionário Houaiss).

Quando soltamos uma mola que estava pressionada, se ela for resiliente, retornará à sua posição original. Por extensão de sentido, a palavra também significa “a capacidade de se recobrar facilmente ou se adaptar à má sorte ou às mudanças”. Portanto, resiliência é tema presente em toda a Escritura.


A jornada humana é repleta de desafios. Nossos sofrimentos são inúmeros, sabemos bem. A dor não é uma ilusão. O choro é real. A morte, as doenças e as decepções que a vida nos obriga a suportar são verdadeiras. Nossas cicatrizes físicas, emocionais e relacionais testificam isso.


Como perseverar, a despeito das instabilidades? Onde encontrar forças para suportar as pressões e seguir em frente? Como ser resiliente?

O sucesso é ir de fracasso em fracasso sem perder o entusiasmo.

Winston Churchill (1874-1965)


O capítulo 40 do profeta Isaías pode nos ajudar.


Até o capítulo 39, na profecia de Isaías predominam palavras duras, advertências e ameaças do juízo divino. Israel vivia um tempo de grande desesperança. As tribulações eram tantas que o povo já nem olhava mais para cima, para o alto.


Sabedor de que seu povo estava no limite das forças, Deus inicia o capítulo 40 com as palavras: Consolem, consolem o meu povo... encorajem a Jerusalém. Apesar de tudo, há esperança. E que esperança é essa?


A glória de Deus será revelada (v. 5). O caminho será preparado para o nosso Deus (v. 3), porque ele virá, profecia que se refere a João Batista aprontando o caminho de Jesus (Mateus 3.3). Jesus é a glória revelada de Deus. Porque ele veio, podemos ter esperança, no presente e no futuro.


Ergam os olhos e olhem para as alturas...” (Isaías 40.26). Olhem para cima. Olhem para Deus.


Esse "erguer o olhar" me faz lembrar da música Por Onde Vais, de Sérgio Pimenta, CD "De Vento Em Popa", Vencedores por Cristo:


Por onde é que vais? Caminho a seguir. Milhares que a paz almejam cumprir Alguém para ouvir, buscar decisões, Vagar pelo mar de opiniões...


Constante tropeçar no medo, Com o olhar preso ao chão, Sem querer sentir que a mão de Cristo quer ajudar. Erga o olhar! Por onde é que vais? Caminho a seguir. Que leva a paz, ter Cristo é bem mais!


Ele fortalece o cansado e dá grande vigor ao que está sem forças (v. 29). Ele recarrega nossas baterias, levanta nosso rosto e nos restaura o vigor. Jesus chama todos os que estão cansados e sobrecarregados para nele encontrarem alívio (Mateus 11.28-30).


Esse é o segredo da resiliência, nossa espera nele e a atuação dele em nós.

30 Até os jovens se cansam e ficam exaustos, e os moços tropeçam e caem; 31 mas aqueles que esperam no Senhor renovam as suas forças. Voam alto como águias; correm e não ficam exaustos, andam e não se cansam. (Isaías 40.30,31)

O verbo "esperar" (v. 31) não significa "aguardar", mas depender e confiar, depositar a esperança em algo ou alguém.


Deus é totalmente digno de nossa confiança. Esperar nele significa fazer o que nos cabe e, num exercício de fé, depositar toda nossa esperança no Senhor. Assim, as forças serão renovadas, a perspectiva será ampliada (como a das águias) e encontraremos ânimo para seguir em frente.


Quando vier a Nova Jerusalém, profetizada primeiro por Isaías (caps. 65 e 66) e, depois, por João no Apocalipse (caps. 21 e 22), Deus enxugará toda lágrima dos nossos olhos. Não haverá mais morte, nem tristeza, nem choro, nem dor.


Até lá, sigamos a recomendação do apóstolo Paulo:


Finalmente, fortaleçam-se no Senhor e no seu forte poder. (Efésios 6.10)

Força aí!


33 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo