top of page
  • Foto do escritorLuiz Fernando Arêas

NÃO PARE DE CRESCER! - PARTE 2 de 2

Bom dia.




No post anterior, iniciamos a reflexão Não pare de crescer! Hoje, a conclusão.


Já vimos que, para crescer na graça e no conhecimento de Cristo, Pedro inicialmente exorta seus leitores a conhecerem-se a si mesmos.


Prosseguindo, em segundo lugar, nessa jornada do crescimento espiritual, é preciso conhecer a Deus e suas promessas.


Vejamos o verso 4:

Dessa maneira, ele nos deu as suas grandiosas e preciosas promessas, para que por elas vocês se tornassem participantes da natureza divina e fugissem da corrupção que há no mundo, causada pela cobiça.

(2Pedro 2.4)


O poder para crescermos não vem de dentro de nós, mas de Deus.


Como não temos os recursos para sermos verdadeiramente piedosos, Deus nos permite “participar da natureza divina” a fim de nos mantermos longe do pecado e nos ajudar a viver para ele.


Quando nos rendemos a Deus, aceitando a salvação de Cristo e seu senhorio, nascemos de novo, tornamo-nos filhos de Deus. Deus por seu Espírito nos capacita com sua própria bondade moral.


Há promessas maravilhosas de Deus para os cristãos! Para citar algumas:

  • promessa de que, se depositarmos nossos fardos sobre Jesus, ele nos dará um fardo suave e leve, e nos dará descanso para nossas almas (Mateus 11.28-30);

  • promessa de que jamais seremos abandonados nem esquecidos por Deus, mesmo que estejamos pelo vale da sombra da morte (Salmo 23.4);

  • promessa de Ele nos dá tudo o que precisamos para uma vida de piedade;

  • promessa de que Ele cuidará de todas as nossas necessidades básicas se buscarmos em primeiro lugar o seu reino e sua justiça (Mateus 6.33).


O que é viver sem Deus? Assisti a uma palestra de um filósofo ateu que fala muito bem. Com ironia, ele perguntou ao público:


- Perguntei a um amigo: "O que é que motiva você a levantar todas as manhãs? Por que é que você sai da cama?"

Ele respondeu: "Bexiga cheia e boletos pra pagar..." Viva cada dia como se fosse o último. Uma hora você acerta.


Isso resume uma vida sem Deus.


Precisamos nos conhecer a nós mesmos e a Deus suas promessas. Finalmente:

 

3. Precisamos mostrar esse crescimento pelas atitudes e pelos frutos


Vejamos os versos 5 a 9:

5 Por isso mesmo, empenhem-se para acrescentar à sua fé a virtude; à virtude o conhecimento; 6 ao conhecimento o domínio próprio; ao domínio próprio a perseverança; à perseverança a piedade; 7 à piedade a fraternidade; e à fraternidade o amor. 8 Porque, se essas qualidades existirem e estiverem crescendo em sua vida, elas impedirão que vocês, no pleno conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo, sejam inoperantes e improdutivos. 9 Todavia, se alguém não as tem, está cego, só vê o que está perto, esquecendo-se da purificação dos seus antigos pecados.

A fé deve ser mais do que a crença em certos fatos. Ela deve resultar em ação, crescimento no caráter cristão e na prática da disciplina moral. Ou então ela desaparecerá.


Pedro lista várias ações da fé: aprender a conhecer melhor a Deus, desenvolver a perseverança, fazer a vontade de Deus, amar os outros. Essas ações não vêm automaticamente; elas exigem trabalho duro. Elas não são opcionais; todos elas devem ser uma parte contínua da vida cristã.


Não terminamos um aspecto da vida cristã e começamos outro. Trabalhamos todas essas características juntas. Deus nos capacita para o crescimento, mas também nos dá a responsabilidade de aprender e crescer.


Cresça sempre, meu querido, minha querida! Deus trabalha no ramo das transformações!

John Newton, 1725-1807


Os falsos mestres diziam que o autocontrole não era necessário porque as obras não ajudam o crente de qualquer maneira. É verdade que as ações não podem nos salvar, mas é absolutamente falso pensar que elas não são importantes. Somos salvos para que possamos nos tornar semelhantes a Cristo e para que possamos servir aos outros. 


Deus quer produzir seu caráter em nós. Mas para fazer isso, ele exige nossa disciplina e esforço. Ao obedecermos a Cristo que nos guia por seu Espírito, desenvolveremos autocontrole, não apenas com relação à comida e bebida, mas também com relação às nossas emoções.


          Essa é a vida cristã autêntica.


  • Cresça sempre, na graça e no conhecimento de Jesus Cristo.

  • Reconheça seus pecados, suas limitações e onde você precisa melhorar.

  • Peça a Deus que trabalhe o caráter de Jesus em você.

  • Demonstre esse crescimento na sua vida.

  • Viva espelhando e espalhando a glória de Deus através de seus frutos.


 

15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page