• Luiz Fernando Arêas

ELE TERÁ MUITOS DESCENDENTES

Bom dia.


Leia Isaías 53.10



Apesar da morte violenta profetizada pelo profeta, e da pergunta do verso 8, que dá a entender, que ele morreu sem deixar descendência:

E quem pode falar dos seus descendentes? Pois ele foi eliminado da terra dos viventes; por causa da transgressão do meu povo ele foi golpeado.

(Isaías, 53.8)


Todavia, o verso 10 afirma que ele terá muitos descendentes!

Fazia parte do plano do Senhor esmagá-lo e causar-lhe dor. Quando, porém, sua vida for entregue como oferta pelo pecado, ele terá muitos descendentes. Terá vida longa, e o plano do Senhor prosperará em suas mãos.

(Isaías 53.10 - NVT)


Essa aparente incoerência é resolvida com a ressurreição do Servo Sofredor. Morreu sem deixar descendentes, mas "ele terá muitos descendentes e vida longa".


O cristianismo é essencialmente a religião da ressurreição.

James S. Stewart, 1896-1990


Depois do sofrimento de sua alma, ele verá a luz e ficará satisfeito; pelo seu conhecimento meu servo justo justificará a muitos, e levará a iniquidade deles.

(Isaías 53.11)


O cristianismo não tem um mausoléu com restos mortais para visitação, mas uma tumba vazia, uma cruz vazia e um Deus vivo, que passou pela morte para nos salvar e tornar aqueles que o aceitam como Salvador e Senhor, filhos de Deus.


Veio para o que era seu, mas os seus não o receberam. Contudo, aos que o receberam, aos que creram em seu nome, deu-lhes o direito de se tornarem filhos de Deus, os quais não nasceram por descendência natural, nem pela vontade da carne nem pela vontade de algum homem, mas nasceram de Deus.

(João 1.12-14)


O Filho de Deus tornou-se o Filho do Homem a fim de que os filhos dos homens pudessem tornar-se filhos de Deus.


23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo