• Luiz Fernando Arêas

AS MARCAS DE ALGUÉM SEGUNDO O CORAÇÃO DE DEUS

Bom dia.


Leia: 1Crônicas 29.10-20


Essa linda passagem mostra o idoso Davi diante de Deus e de todo o povo, apresentando os recursos da coroa, bem como os seus próprios, para a construção do templo, conclamando o povo a participar com contribuições voluntárias de coração generoso e grato ao Senhor.

Depois dos conflitos com Saul, Bate-Seba, Urias, Amnon e Absalão, para citar alguns; depois de ter experimentado arrependimento, confissão e restauração, como poucos; e depois de ser tentado por Satanás e provado por Deus no episódio do recenseamento de Israel, enfim, vemos Davi se ocupando dos preparativos para a construção do templo que será erigido por seu filho Salomão.

"Teu, SENHOR, é o poder, a grandeza, a honra, a vitória e a majestade; porque teu é tudo quanto há nos céus e na terra; teu, SENHOR, é o reino, e tu te exaltaste por chefe sobre todos." (1Crônicas 29.11 - RA)

O rei está diante de Deus e do povo, oferendo toneladas de ouro e prata para a construção do templo. Suas palavras estão carregadas de humildade e gratidão. A soberba e o orgulho passaram longe.


Veja quantas marcas de alguém segundo o coração de Deus podemos perceber na expressão do louvor de Davi. Esse alguém:

  1. reconhece quem Deus é;

  2. reconhece quem ele mesmo é;

  3. põe Deus em primeiro lugar;

  4. tem coração humilde;

  5. não se ilude com o sucesso;

  6. não se corrompe com o poder;

  7. não é dominado pelo dinheiro;

  8. tem um coração agradecido;

  9. almeja um caráter íntegro;

  10. tem os pés na terra e o coração nos céus.


Saboreie esse texto de 1Crônicas 29.10-20. Pese cada frase. Nele estão carregadas as experiências de muitos anos de alguém que, no fim da vida, mostra um profundo discernimento sobre a espiritualidade sadia: ter os pés na terra e o coração nos céus.


A consagrada canção de Sérgio Pimenta, "1Crônicas 29.11-13", nos dá um belo vislumbre desta passagem:


Senhor, grande é teu poder, eterna tua sabedoria. E eu - criatura humana falha, pontinho minúsculo de tua criação, criatura condenada a morrer - eu tenho a coragem de entoar o teu louvor! Mas, apesar de tudo, tu queres que te louvemos de coração alegre.

Agostinho, 354-430



Seja o nosso coração todo teu, Senhor.

29 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo