top of page
  • Foto do escritorLuiz Fernando Arêas

A IMPORTÂNCIA DA DEVOÇÃO ESPIRITUAL, parte 4 - final

Bom dia.



Vimos nas partes anteriores (parte 1, parte 2 e parte 3) que:


A devoção espiritual não nos afasta dos nossos problemas; ela nos aproxima de Deus.


e


A devoção espiritual fortalece o nosso relacionamento com Deus.


Hoje concluímos essas meditações no Salmo 62 com a lição:



A prática da devoção espiritual nos dá a visão correta das nossas vidas.


Os versos 9 e 10 revelam essa verdade: o homem por si só, rico ou pobre, não passa de um sopro. E o 10 diz que não devemos confiar nem na extorsão nem nas riquezas:


9 Os homens de origem humilde não passam de um sopro, os de origem importante não passam de mentira; pesados na balança, juntos não chegam ao peso de um sopro.
10 Não confiem na extorsão, nem ponham a esperança em bens roubados; se as suas riquezas aumentam, não ponham nelas o coração.

João Calvino (1509-1564) disse que nosso traiçoeiro coração é uma fábrica de ídolos. Sem a devoção espiritual, abriremos a porta do coração para a cobiça e a inveja.


Isso aconteceu com Asafe no Salmo 73. Ele descuidou da espiritualidade e começou a abrigar a inveja em seu coração. Esse sentimento foi aumentando e a amargura foi crescendo, a ponto de Asafe não conseguir discernir direito a realidade da vida.


A insensatez e a ignorância se tornaram suas companheiras e A ATITUDE DELE PARA COM DEUS PASSOU A SER A DE UM ANIMAL IRRACIONAL!

21 Quando o meu coração estava amargurado e no íntimo eu sentia inveja,
22 agi como insensato e ignorante; minha atitude para contigo era a de um animal irracional.

(Salmo 73)


Não descuide da devoção.

Não descuide da espiritualidade.

Não renuncie a seu tempo com Deus.

Não deixe de ler a Bíblia diariamente.


Finalmente, dois versículos do fim do Salmo 62 têm falado muito ao meu coração. Os versos 11 e 12:


11 Uma vez Deus falou, duas vezes eu ouvi, que o poder pertence a Deus.
12 Contigo também, Senhor, está a fidelidade. É certo que retribuirás a cada um conforme o seu procedimento.

(Salmo 62)


Davi escreve de maneira retórica o seguinte: "Deus falou várias vezes que o poder pertence a Ele. E eu ouvi".


Você tem essa certeza no seu coração, que o poder pertence a Deus? Quantas vezes ele vai precisar falar conosco até que essa verdade entre na nossa mente e no nosso coração?


E no 12, Davi se refere a Deus como “Senhor”, o Deus da aliança, com quem ele tem um relacionamento pessoal. E com o Senhor está o hesed (pronuncia-se "réssed", uma das palavras mais importantes no hebraico, traduzida por graça, misericórdia, compaixão, fidelidade, amor, bondade etc.).


Ele é o mais poderoso e o mais amoroso. Você não deve procurar sua salvação e sua em segurança em outra coisa ou pessoa que não seja Ele.

O Bom Pastor descreve em várias passagens esse abençoado relacionamento. Eis duas delas:


28 “Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu darei descanso a vocês. 29 Tomem sobre vocês o meu jugo e aprendam de mim, pois sou manso e humilde de coração, e vocês encontrarão descanso para as suas almas. 30 Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve”.

(Mateus 11.28-30)


27 As minhas ovelhas ouvem a minha voz; eu as conheço, e elas me seguem.

(João 10.27)


Esses versículos descrevem não o que é "religião", mas um relacionamento pessoal de devoção ao Senhor.


O cerne da religião não é uma opinião a respeito de Deus, mas um relacionamento pessoal com ele.

W. E. Sangster, 1900-1960



12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page